YouTube


Visite o Canal Estudando Línguas e Temas Diversos (Powered Leco) e assista nossas videoaulas




quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Unidades de significação



Consideremos a seguinte frase:

A luz/ viaja pelo espaço/ a uma velocidade espantosa.

Cada parte, entre barras, nesta frase caracteriza uma unidade de significação.

Elas podem se manifestar de formas variadas, ou seja, em blocos de maior extensão, com significado mais amplo:

A luz viaja pelo espaço/ a uma velocidade espantosa.

Este exemplo serve para demonstrar que o deslocamento dos olhos deve se efetuado levando-se em conta as unidades de significação que formem algum sentido, ainda que a ideia não esteja completa, ou seja, não se conheça o seu significado total.

Portanto, na leitura dinâmica devemos buscar a redução do número de fixações no processo de leitura.

Lembre se que nosso mecanismo de leitura funciona mais ou menos assim:

Fixamos em um ponto inicial e em seguida empreendemos uma sucessão de saltos com os olhos no sentido do que estamos lendo.

A cada salto, nos fixamos em um ponto.

Assim, a leitura é uma sucessão de fixações.

Cada fixação vai durar de um quarto a meio segundo em pessoas que não são treinadas, enquanto as pessoas que são treinadas vão conseguir reduzir esse tempo.

Assim, elas passam menos tempo em cada ponto fixado e, consequentemente, aceleram o processo de leitura.


Aula 08 – Vocalização da leitura


Muitos leitores convencionais tendem a vocalizar, ou seja, executar movimentos labiais, simultaneamente a leitura.

Outros repetem o texto lido, mentalmente, provocando movimentos na língua e na laringe com as cordas vocais.

Mesmo não havendo manifestações físicas, a repetição puramente mental, induz que a leitura seja realizada com a mesma velocidade da fala.

Para você se tornar um leitor dinâmico, essas barreiras deverão ser eliminadas.

E para isso, todo seu corpo deverá permanecer imóvel durante a leitura, exceto os olhos.

Siga as recomendações abaixo, caso você venha a se defrontar com esses hábitos.

Movimento labial

Para eliminar esse hábito pernicioso, pronuncie palavras contendo as letras P e B (papel, bebê, etc.) enquanto você estiver lendo.

Isso causará um declínio na compreensão do texto, fazendo com que o cérebro entenda o que está sendo lido sem que haja movimentos labiais.

Com o tempo, esse vício será eliminado.

Movimento lingual

Para eliminar esse hábito pernicioso, pronuncie com movimento da língua palavras contendo as letras T e D (tato, dado, etc.) enquanto você estiver lendo.

Com o tempo, esse vício será eliminado.

Movimento laríngico

Verifique se você tem esse hábito colocando a mão na saliência do osso entre a laringe e a base da durante a leitura.

Você sentirá uma vibração caso esteja isso esteja ocorrendo.

Para eliminar esse hábito pernicioso, pense em palavras que contenham as letras M, N (mamãe, Nilo, etc.) durante a leitura.

Com o tempo, esse vício será eliminado.


Repetição Mental

A maioria dos leitores tem o costume de repetir o texto mentalmente, fato que limita a velocidade da fala.

Procure ouvir alguma coisa durante a leitura, cujo tema seja diferente do tema que você está lendo.

Fazendo isso, você ocupará o cérebro com duas atividades, inibindo a terceira que é a repetição.
 
**Atenção

Quando ler em voz alta

Observe que pode acontecer do texto parecer ser tão complexo, a linguagem tão confusa (Hegel, Kant, etc.), que será necessário que você leia em voz alta alguns trechos para conseguir entendê-lo.
Esta é a melhor alternativa em alguns casos, pois fazendo isso você observará a sonoridade das frases resultantes da pontuação e entenderá a mensagem com maior facilidade.
Utilize este recurso moderadamente, apenas em casos extremos, pois como sabemos, neste caso, a velocidade da leitura estará sempre limitada à velocidade da fala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas de Livros Digitais

Estudando Línguas e Temas Diversos

Livros.myht.org - Útimas Noticias